LIVRO CERVEJAR E PRECISO, BEBER NAO E PRECISO

R$59,90

Disponível: Indisponível


É denominada Cerveja a bebida alcoólica resultante da fermentação de cereais, maltados ou não maltados em água potável, acrescida de lúpulo, impondo amargor, aroma, sabor e textura à cerveja. É uma bebida milenar, existindo registros da sua existência desde a Mesopotâmia e Egito Antigo. Definitivamente, a cerveja que bebemos hoje em dia nada tem a ver com a sua versão primordial, tendo em vista a evolução tecnológica de fabrico e das matérias-primas empregadas.

Atualmente, as cervejas são divididas em duas famílias, num primeiro nível: Ale e Lager, relativo ao tipo de fermentação.

E divididas, num segundo nível, em estilos. Esses estilos são catalogados e apresentam características e parâmetros próprios, provavelmente adquiridos devido a alguns aspectos, tais como: a região onde as cervejas foram produzidas originariamente, as matérias-primas utilizadas na sua produção, as características mineralógicas da água entre outros, resultando cervejas com aroma, aparência, sabor, sensação na boca únicas.

As matérias-primas utilizadas na produção de uma boa cerveja são: Água potável (“O Meio”), Malte (“A Alma”), Lúpulo (“A Graciosidade”) e Levedura (“A Magia). Existe ainda a possibilidade do emprego de cereais não maltados, açúcares, entre outros ingredientes e adjuntos. Em alguns casos, a utilização destes adjuntos é recomendada e fundamental para adequar a cerveja a um estilo específico. Em outros, a utilização de outras matérias primas, além daquelas quatro fundamentais se configuraria como uma heresia.

O Processo de fabrico da cerveja passa necessariamente por várias etapas, iniciando-se pela moagem dos grãos, mostura, filtragem do mosto e lavagem dos grãos, fervura do mosto, adição do lúpulo, clarificação do mosto ou Whirlpool, resfriamento do mosto, inoculação das leveduras, fermentação, maturação, filtração e envase da cerveja.

 

Detalhes

LIVRO CERVEJAR E PRECISO, BEBER NAO E PRECISO